5 de dezembro de 2013

Resenha: A Garota Que Eu Quero - Markus Zusak


Acho que todos que leram "A Menina que Roubava Livros" se apaixonou pelo livro (que por sinal, vai virar filme clique aqui). Então quando falaram que o Markus Zusak iria lançar outro livro eu fiquei louca querendo ler. Logo comprei e eis a minha opinião sobre o livro:

Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 176


Sinopse: "O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. Cameron Wolfe é o caçula de três irmãos, e o mais quieto da família. Não é nada parecido com Steve, o irmão mais velho e astro do futebol, nem com Rube, o do meio, cheio de charme e coragem e que a cada semana está com uma garota nova. Cameron daria tudo para se aproximar de uma garota daquelas, para amá-la e tratá-la bem, e gosta especialmente da mais recente namorada de Rube, Octavia, com suas ideias brilhantes e olhos verde-mar. Cameron e Rube sempre foram leais um com o outro, mas isso é colocado à prova quando Cam se apaixona por Octavia. Mas por que alguém como ela se interessaria por um perdedor como ele? Octavia, porém, sabe que Cameron é mais interessante do que pensa. Talvez ele tenha algo a dizer, e talvez suas palavras mudem tudo: as vitórias, os amores, as derrotas, a família Wolfe e até ele mesmo. "

Esse livro é o terceiro da trilogia Irmãos Wolfe, mas quando eu comprei, por falta de pesquisa, não sabia disso. Relaxa que os livros são praticamente independentes. Não sei os outros, mas o 3° não é dependente dos dois primeiros. 

A história é narrada pelo Cameron ou Cam e retrata o seu cotidiano o que ele pensa de seus irmãos, o seu relacionamento e admiração por eles, mas também relata sobre a sua vida sentimental. Algumas coisas não foram tão aprofundadas, como a vida dos seus pais e irmã e seu relacionamento com eles, pois creio eu foram abordados nos outros livros da trilogia. Mas não é nada que te impeça a entender a história.

O Cam é sozinho, não tem amigos, só a família mesmo, mas lida muito bem com isso e não se esforça pra agradar os outros só pra fazer amizade, muito pelo contrário: está pouco ligando pra isso. Já o seu irmão Rube é totalmente o contrario, popular e aparece cada semana com uma namorada diferente pra largar quando pintar a próxima. Cam não aprova o que ele faz com as garotas, pois sempre as deixa apaixonadas e larga depois deixando-as chorando pelos cantos e implorando pra voltar.

Uma das namoradas mais legais (e uma das poucas que tem cérebro) de Rube é a Octávia, que pela descrição não é só inteligente, é bonita também e desperta muito interesse no Cameron, mas como um bom irmão é claro que ele não daria encima dela. Bom... pelo menos até o seu irmão terminar com ela como vocês devem esperar, só que como ele é muito tímido e nunca chegou em uma garota fica meio difícil dele conseguir alguma coisa.


"Quando os humanos batem palmas, é o único momento em que se unem para aplaudir outros seres humanos" - Página 85


O que mais me interessou no livro não foi a parte romântica, até por que não foi o foque que o autor quis dar e sim o relacionamento em família que é raro vermos com tanto destaque atualmente. A relação com seus irmãos, o relacionamento em casa e o apoio que ele da mesmo se sentindo muito inferior a eles são algumas coisas simples que tanto vemos por ai em cada sala de aula ou ambiente de trabalho que as vezes nem paramos pra pensar em como é a vida da pessoa por traz disso.

Uma história super simples, mas com bastante detalhes e pensamentos o tempo todo. Entre um capítulo e outro vem sempre um poema diferente do próprio Cam e o interessante é que em todos eles tem um tal cachorro que eu não entendi muito bem o que representava pra ele, se faz parte dos outros livros ou se é o Miffy (o cachorro maluco do vizinho que o Cameron e o Rube sempre levavam pra passear, mas escondidos pois tinham vergonha do coitado).

O livro é bem gostoso de ler, mas, infelizmente, não te prende, não faz com que você fique curiosa pra ler o próximo capítulo por que vai ter uma revelação bombástica. Cheguei a achar um pouco cansativo, por que não tem muita emoção, é muito monótono, por isso dei apenas três estrelas.

O Autor



"Aos 30 anos, Zusak já se firmou como um dos mais inovadores e poéticos romancistas dos dias de hoje. Com a publicação de "A Menina que Roubava Livros", ele foi batizado como um "fenômeno literário" por críticos australianos e norte-americanos. Zusak é o autor vencedor do prêmio de quatro livros para jovens: "The Underdog", "Fighting Ruben Wolfe", "Getting the Girl", e "Eu Sou o Mensageiro", receptor de um Printz Honor em 2006 por excelência em literatura jovem. Markus Zusak vive em Sydney com sua esposa e sua filha. Gosta de surfar e assistir filmes em seu tempo livre."





Já leram? Querem ler? O que acharam?

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!



14 comentários:

  1. Fiquei bastante curiosa para ler esse livro hahaha adorei a resenha.
    Beijos!
    http://feitadepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ótima resenha! Também já li o livro e infelizmente fiquei muito decepcionada, vou tentar ler a menina que roubava livros nas férias para ver se o autor é bom mesmo :)

    bjs
    whoisllara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito de "A menina que roubava livros" e aguardo ansiosamente pelo filme. Leia sim, não conheço uma pessoa que não tenha gostado ;)

      Beijo

      Excluir
  3. Todo mundo fala tão bem desse livro, que quando vi as três estrelas fiquei intrigado kk. Nunca li nada do Markus, nem mesmo A Menina que Roubava Livros.
    Não estou mais com aquela vontade de ler esse livro kk, ótima resenha!

    Att. Guilherme
    www.livrovsspoilers.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk esse livro eu realmente não recomendo, mas o A menina que roubava livros eu recomendo e muito e merece mais de 5 estrelas se pudesse kkkkk

      Beijoo!

      Excluir
  4. Oi Mariana, tudo bem?

    tb não curti tanto assim A Garota que eu Quero não. Sei lá, não sei se foi pq não li os outros livros da família Wolfe, mas o livro foi tipo... "okay, próximo da lista". Acho que vc me entende, né? Sem contar que eu achei o Cameron meio chato.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, foi bem isso ai mesmo. O Cameron só é meio frouxo e sentimental, mas é uma pessoa, ou melhor: Um personagem legal!

      Beijo!

      Excluir
  5. Adorei a resenha! Não sabia que M. S. era tão fofo! Tão novo, tão talentoso... <3

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela leitura e resenha. Confesso que não sou fã desse autor, já li A menina que roubava livros mas achei ele cansativo =\ mas quero ver o filme. Ainda não tenho vontade de ler outro livro do autor, apesar de ter gostado do título e capa desse livro. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito de A menina que roubava livros, então sou suspeita pra falar alguma coisa, mas realmente essa obra (A garota que eu quero) eu não recomendo pra quem já não gosta muito do autor :(

      Excluir
  7. Oi, esse livro está na minha lista de leitura. Não sabia que era uma trilogia, agora vou procurar os dois primeiros. Sua resenha só me deixou mais curiosa pra ler o livro!

    Beijos.
    http://perdidaempaginaas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo