10 de março de 2014

Resenha: The Walking Dead: A Queda do Governador - parte 1 - Robert Kirkman e Jay Bonansinga


Vocês sabem que eu amo The Walking Dead (a série, por que os livros não são tão bons), então não podia deixar de terminar a saga (era pra ser trilogia, mas sismaram em dividir o último livro em dois, então vou chamar de saga).

Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 265

Sinopse: "Após conquistar milhões de fãs ao redor do mundo e vender mais de 200 mil exemplares apenas no Brasil, a franquia de zumbis mais celebrada da década está de volta. O terceiro - e último - livro, The Walking Dead: a Queda do Governador, promete contar em detalhes o destino desse que é o personagem mais controvertido em um mundo dominado por mortos-vivos. Com seu senso doentio e muito particular de justiça, ele força prisioneiros a lutarem contra zumbis em uma arena, para delírio dos moradores entediados."










Pra mim esse foi o pior livro dos três já lançados. Não que os outros tenham sido maravilhosos, mas esse foi pior. Vai continuar com a história do governado já em Woodbury que eu considero bem chatinha. E também vai falar um pouco dos personagens que sobreviveram no segundo livro (que eu não vou dizer quais são por que é spoiler u.u).

Assim, esse é bem mais violento que os outros, se você gosta assim vai em frente, mas eu gosto mais de assistir a violência do que ler. Calma, não sou uma pessoa sangrenta e que adora ver o outros morrendo ou sendo espancados ou seja lá o que você pensou nesse estilo. É que os termos usados por Kirkman e Bonansinga são bem feios, e até desagradáveis de se ler. Bom, essa é a parte que vocês falam: "Mas está escrito atras do livro que é proibido pra menores, leu por que quis" ok, eu sei, mas acho que mesmo se eu tivesse 30 anos ia achar desagradável do mesmo jeito.

Sem contar que eu odeio palavrão (nada contra a quem os utiliza para se expressar, mas eu acho que não são necessários, podem ser substituídos na maioria das situações). E nesse livro tem baaaastante, um em especial que não convêm coloca-lo aqui.

Outra coisa que eu não gostei: Participam da trama três personagens que vemos na série e isso não foi legal pela minha concepção. Na série eles contaram uma coisa e no livro eles mudaram, prefiro mil vezes o que colocaram na série, bem mais interessante. Creio eu que Kirkman quis dar uma outra opção pra quem não gostou dessa parte na série, mas não vi ninguém reclamar e eu particularmente não gostei da 2° versão.

Enfim, 3 estrelas por que conseguiu ser pior que o segundo pra mim, infelizmente :/

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!


4 comentários:

  1. Eu sempre olhava para esse livro na livraria mas pensava "acho que não". Interessante ler a sua resenha, também imaginei que não seria a mesma coisa em relação ao seriado. Estou pensando em assistir somente a série, que acho sensacional! = ) Você acha que se ler, estraga a série?? E concordo contigo que nem sempre os palavrões são necessários!!! Gostei muito da sinceridade na resenha!!

    Beijinhos
    Mirelle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estraga não por que não tem nada haver as histórias! Os livros só enriquecem um pouco as informações sobre alguns personagens sobre como chegaram naquele ponto da série, mas essenciais não são!

      Excluir
  2. Ridículo isso, a série não é parâmetro para nada, mas a HQ sim! A série não entra nesse debate de jeito nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu gosto da série, não da HQ. Por isso fiz um comparativo com o que eu gosto. Desculpe se me expressei de forma errada!

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo