21 de junho de 2014

Resenha: As Crônicas de Nárnia - O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa - C.S.Lewis




Assim como prometido, a resenha de hoje é do segundo livro das Crônicas de Nárnia:
 O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa de C.S.Lewis.



Título: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa
Número de Páginas: 99
Gênero: Aventura, Fantasia

Neste livro são narradas as aventuras dos quatro irmãos Pevensie: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia, que fugindo dos bombardeios a Londres durante a II Guerra Mundial, vão até a casa de um professor que morava no campo. Lá encontram, dentro de um guarda-roupa (cuja origem é revelada em O Sobrinho do Mago), uma passagem que liga nosso mundo ao mundo de Nárnia.
Eles chegam a este país que está sendo castigado por um inverno decretado pela Feiticeira Branca, também conhecida como Jadis. Lá eles ficam sabendo duma profecia narniana que dizia que quando dois filhos de Adão e duas filhas de Eva aparecerem e se tornarem reis de Nárnia em Cair Paravel (com a ajuda do leão Aslam), o governo da Feiticeira irá terminar.




Ao serem enviados pelos pais para longe de Londres, devido aos bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial, os irmãos Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia, vão para a casa de campo de um professor ( que é Digory de O Sobrinho do Mago),onde Lúcia descobre um guarda-roupa que tem o poder de ligar a Terra com Nárnia.
Ao embarcarem os quatro nesta aventura por outro mundo, eles descobrem que já estão sendo esperados à bastante tempo para cumprirem uma profecia que dizia que eles iriam derrotar a Feiticeira Branca.
Traídos logo que chegam a Nárnia, a primeira coisa que fazem é fugir e tentar chegar a Aslam, que poderia ajudá-los, e com a ajuda do Sr. e Sra. Castor, eles se encontram com o Papai Noel que lhes dá a cada um, um presente: a Pedro uma espada e escudo com o símbolo do Leão; a Susana arco, uma aljava cheia de setas e uma trompazinha de marfim; e para Lúcia uma garrafinha, que parecia de vidro com um tônico curativo e um punhal muito pequeno. Assim já preparados com as suas armas, eles finalmente encontram Aslam que para salvar um filho de Adão, se sacrifica, dando origem a uma grande batalha travada entre o bem e o mal.


“Quando os pés estão corretos, todo o resto nos acompanha."


Comentário:


A simbologia dada neste livro é absolutamente fantástica! Tudo se encaixa direitinho e com aquele gosto de fantasia que faz tudo ficar bem melhor! Eu simplesmente amei, a escrita é de ótima compreensão e os detalhes das paisagens dados pelo autor faz com que eu me sinta como se estivesse junto com os personagens. O sacrifício de Aslam é uma cópia certa da Bíblia, e mesmo o autor confirmou isso numa das suas cartas a um fã: " toda a história de Nárnia se refere a Cristo" e a maneira como ele usou a morte de Jesus e a transformou totalmente sem perder a verdadeira essência do porquê e do preço que foi pago para isso acontecer é de extrema compreensão bíblica e literária.


Para a próxima semana a resenha será de O Cavalo e o Menino, 3º livro das Crônicas de Nárnia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo