2 de fevereiro de 2015

Resenha: Ser Feliz É Assim - Jennifer E. Smith


Fevereiro é o mês mais lindo do ano, não por causa do carnaval, mas pelo meu aniversário mesmo, e pra começar com tudo vamos com uma resenha de "Ser Feliz É Assim" que é da mesma autora de "A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista" (Ainda bem que colocaram um nome menor dessa vez). Dá o play e vamos lá?
  
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 400
Adicione à sua estante no Skoob

Sinopse: "A vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Uma ligeira mudança no curso pode gerar consequências surpreendentes. Afinal, às vezes, o desvio, o atalho é o verdadeiro caminho. A estrada que deveríamos ter escolhido desde sempre... Se pelo menos tivéssemos a coragem de fazer do coração nossa bússola.

Graham Larkin e Ellie O'Neill não poderiam ser mais diferentes. O rapaz é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem. O cotidiano constantemente sob o escrutínio dos refletores. Agentes, produtores, RPs, assessores... Já Ellie passou a vida escondida nas sombras, fugindo de um escândalo do passado enterrado em sua árvore genealógica.

Mas, mesmo sem aparentemente nada em comum, os dois acabam se conhecendo — ainda que virtualmente — quando Graham envia a Ellie, por engano, um e-mail falando sobre o porco de estimação Wilbur. Esse primeiro contato leva a uma correspondência virtual entre os dois, embora não saibam nem o nome um do outro. Os dois trocam detalhes sobre suas vidas, esperanças e medos.
Então Graham agarra a chance de passar tempo filmando na pequena cidade onde Ellie mora, e o relacionamento virtual ganha contornos reais. Mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes conseguirão ficar juntas? Será que o amor é capaz de vencer — mesmo — qualquer obstáculo? E mais importante... é possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo?"


Esse livro me causou sérios problemas, agora eu fico atualizando a minha caixa de entrada do e-mail o tempo todo. Vai que chega sem querer um e-mail do Zac Efron, Andrew Garfield ou Jered Leto? Quem sabe? 

Ok, é impossível, não precisam me dizer, já entendi. Mas foi exatamente o que aconteceu com a Ellie. Ela recebe um e-mail de um desconhecido, ficam três meses conversando sem se identificarem e quando menos espera descobre que quem estava recebendo suas mensagens era nada mais, nada menos, do que Graham Larkin, um ator super famoso, adorado pelas adolescentes e revistas de fofoca. 

De início pensei que seria no estilo do filme "Starstruck - Meu Namorado É Uma Super Estrela" da Disney (esse filme é da minha época fã viciada na Disney, e olha que nem faz tanto tempo assim), mas eu estava enganada, a protagonista do livro é bem melhor. Não fica fingindo que não liga que o cara é um astro, ela tem consciência disso.

Quem leu "A Probabilidade Estatística Do Amor À Primeira Vista" sabe que a autora não explora somente o romance, mas também a questão familiar dos personagens. O que as vezes e para algumas pessoas se torna o fator principal. Foi o que aconteceu comigo, achei mais bonita a relação familiar tanto da Ellie como do Graham do a relação dos dois juntos.

A história também nos transporta pra essa vida de celebridade, em que tudo (ou grande parte) é uma mentira, sobre a agenda corrida e principalmente a relação com os paparazzis que é muito bem abordada no livro e faz a gente se colocar no lugar deles, pois apesar de tudo são seres humanos como nós (só que ricos).

A trama se passa no verão, então estamos em um ótimo momento para a leitura aqui no Brasil, e pra quem gosta de encaixar as leituras de acordo com as estações do ano é uma ótima pedida. A capa inclusive bem colorida nos remete à essa época do ano, super combina.

Eu recomendo sim esse livro, pra quem quer dar uma relaxada já que as aulas estão voltando e todo mundo já está pensando nos feriados que vem pela frente. Quem sabe a gente não adiciona na nossa lista das próximas ferias de verão o tópico: "Ter um amor de verão com um astro do cinema", ou só "Ter um amor de verão" mesmo, você quem sabe.

Então é isso, espero que tenham gostado. Deixe a sua opinião nos comentários!

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!

5 comentários:

  1. Ah, eu gosto de nomes grandes!
    Não acho que "Ser Feliz é Assim" seja melhor do que "A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista". Existem até alguns livros que eu tenho interesse em ler só por causa do nome comprido, como "A Filha do Fabricante de Fogos de Artifício" e "A Extraordinária Viagem do Faquir Que Ficou Preso em um Armário Ikea" - esse último beira o exagero, mas ainda não chega lá. Hahahah
    Quanto à história do livro, ela é daquele tipo que não me agrada num primeiro momento, mas quando acabo por dar uma chance, não me arrependo. Então as possibilidades de eu ler "Ser Feliz é Assim" não são baixas - quero tirar minhas próprias conclusões.

    http://discodivinil.blogspot.com.br/

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me enrolo com esse nomes grandes kkkk
      Esse livro não é extraordinário, mas é bem gostoso de ler, acho que vale a pena sim!

      Excluir
  2. Oi, Venho aqui lhe convidar para http://www.mixrede.com
    O Mix Rede Afiliados Paga de R$2,00 a R$9,00 Por 1000 visualizações
    Banner Flutuante de R$0,75 a R$5,50 Por 1000 visualizações
    Pagamento mínimo de R$50,00
    Pagamento via PagSeguro o Conta Bancaria sempre dia 10 de cada mês

    ResponderExcluir
  3. A premissa desse livro é tão interessante que me deu uma super vontade de lê-lo! É só eu aliviar a minha pilha de leitura que vou comprar,com certeza. Deve ser uma história super bonitinha.
    Beijos,
    http://livrodeunicornios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bonitinha mesmo, e o final foge um pouco do óbvio, achei bem legal!

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo