16 de abril de 2015

Resenha: Pequenas Grandes Mentiras - Liane Moriarty



Fala Galera!
Vocês devem saber como é bom ler um livro do nosso autor favorito (ou um deles, porque no meu caso a lista é um pouco extensa). Eu estava na maior ansiedade para ler "Pequenas Grandes Mentiras" da Liane Moriarty. Depois de "O Segredo do Meu Marido" fiquei com as expectativas lá nas alturas e o bom é que a Liane (Lili para os íntimos) não decepciona.

Editora: Intrínseca 
Ano: 2015
Páginas: 400
Adicione à sua estante no Skoob

Sinopse: "Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou?

Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada. Madeline é forte e decidida. No segundo casamento, está muito chateada porque a filha do primeiro relacionamento quer morar com o pai e a jovem madrasta. Não bastasse isso, Skye, a filha do ex-marido com a nova mulher, está matriculada no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline. Celeste, mãe dos gêmeos Max e Josh, é uma mulher invejável. É magra, rica e bonita, e seu casamento com Perry parece perfeito demais para ser verdade. Celeste e Madeleine ficam amigas de Jane, a jovem mãe solteira que se mudou para a cidade com o filho, Ziggy, fruto de uma noite malsucedida. Quando Ziggy é acusado de bullying, as opiniões dos pais se dividem. As tensões nos pequenos grupos de mães vão aumentando até o fatídico dia em que alguém cai da varanda da escola e morre. Pais e professores têm impressões frequentemente contraditórias e a verdade fica difícil de ser alcançada. Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana."



Pode dar 20 estrelas? Não? Ok :(


Acho que a aflição é a mesma em todos os livros da Liane. Sempre três narradores diferentes pro leitor ter uma visão mais ampla da história e sempre termina o capítulo com um suspense e no próximo já é uma outra pessoa narrando. Ou seja, tu surta o livro todo querendo saber das coisas e ela não te conta. Neste livro em específico tem um agravante, que no final ou início de cada capítulo tem pessoas sendo entrevistadas por um detetive sobre algo que só vai acontecer no final. Passei o livro todo com um monte de teorias (que mudavam a cada capítulo) e só consegui acertar uma (descartada a opção "detetive" para as minhas futuras carreiras profissionais).

Do meu instagram: @marianastk
Uma das coisas que mais gostei no livro foram os personagens, muito bem construídos e bem diferentes um do outro, principalmente as três principais, que em comum só tem a inimiga. Madeline é doida, a imaginei como aquelas coroas que só andam maquiadas, arrumadas, de salto e roupas impecáveis e falam pelos cotovelos. A jane é básica, praticamente não se arruma, tímida, recatada, e com um passado não muito agradável. Celeste é a pessoa que eu quero ser quando crescer (rs), marido lido, rica, linda, rica, tem gêmeos que são a coisa mais fofa do universo, e eu já disse que é rica? Tudo de bom! Claro, tinha que ter um defeito nessa vida, mas é spoiler então me calo por aqui.

A sinopse é bem abrangente, então se quiser ter uma ideia da história leia (deixei lá em cima pra vocês), não vou contar aqui porque tem muitas reviravoltas e é bom a gente se surpreender desde o início. Fica mais emocionante.

A escrita é muito viciante, linguagem fácil, informal e comum, dá pra ler e interpretar, o que coloca um pouco de realidade que eu amo nos livros. Paginas amareladas pra alegria de todos. Só a capa que não me agradou tanto, mas segue no mesmo padrão de "O Segredo do Meu Marido" (que eu acho mais bonita). Este livro acaba de entrar para a minha lista de "Livros que poderiam virar filmes". E começo aqui meu apelo: Liane, vem pro Brasil por favor!

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!

4 comentários:

  1. Oi Mariana!
    Sua resenha só reforçou a minha curiosidade quanto aos livros da autora. Ainda não sei porque raios não li O Segredo do Meu Marido.
    Achei muito interessante isso de mais de um narrador e do fato dos capítulos terem entrevistas de algo que só se revela no final. Já falei que tô curiosa?! kkkk

    Beijos
    Espero sua visita =)
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Estou cheia de livro que quero ler, mas depois dessa resenha já sei por onde começar. Pequenas e Grandes Mentiras definitivamente me deixou curiosa!
    Beijos,
    http://recalcadasealucinadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mari.

    Eu já encomendei esse livro rsrsrs Será uma das minhas próximas leituras. Gostei muito da sua resenha, parabéns! Eu li o Segredo do meu marido e amei e espero que eu goste desse também.

    Bjs
    http://www.anebee.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gostei de sua resenha

    Vou começar a ler este livro

    http://filhadejose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo