18 de maio de 2016

Sobre ser quem somos


Minha rede social favorita é o Instagram, mas é aquele conflito: ao mesmo tempo que amo, odeio. Amo porque as fotos são tão bonitas, qualquer um se sente um fotógrafo profissional lá dentro com o simples celular e captura coisas lindas, detalhes que nem todo mundo vê. Mas ao mesmo tempo bate aquele sentimento de "a minha vida é tão desinteressante" ao ver o perfil das outras pessoas. Tem gente que viajou pra todos os países possíveis, outras repletas de amigos, outras que só tem momentos felizes ou que tem a casa mais maravilhosa que eu já vi, as roupas mais incríveis ou simplesmente a árvore no quintal mais fotogênica.

Acontece que as comparações com a nossa própria vida sempre rolam e bate aquele desejo de ser menos a gente e mais outra pessoa que admiramos. É errado querermos coisas diferentes, nos inspirarmos em outras pessoas ou fazer algo que nunca fizemos antes? Não. Mas quando queremos passar por cima de quem somos pra nos tornamos outras pessoas completamente diferentes é que não parece uma boa opção. Momentaneamente parece bom conquistar algo, mas a longo prazo vai te saturar porque aquela não é a sua real essência.

Depois de pensar sobre isso já estava pronta pra entrar no perfil das pessoas e sair esculhambando todo mundo por passarem a imagem de perfeição quando, provavelmente, não eram nada daquilo. Antes de fazer isso dei uma passada no meu próprio perfil pra dar uma olhada na última foto que tinha postado e fiquei chocada: o meu também não era real.

Estava super pra baixo, toda largada, deitada, jogando sudoku no celular, mas contraditoriamente a foto que eu tinha acabado de postar era uma selfie sorrindo, maquiada, toda arrumada e que eu tinha tirado no domingo anterior, ou seja, não transmitia nada do que estava sentindo naquele momento. Me achei uma falsa, mas na verdade ninguém posta "odeio a minha vida" no instagram, isso é mensagem que mandamos pra melhor amiga, não algo que o mundo precisa saber. 

Descobri que tem como deixar um perfil no instagram bonito e verdadeiro e que pra isso não precisava postar todo dia como eu estava incrível, ninguém é incrível todo dia, e tudo bem com isso.
E como exercício eu olhava as fotos das outras pessoas não imaginando "nossa, que vida maravilhosa", mas pensando em como ela tirou uma foto tão legal de algo tão normal, as vezes foi só pra se distrair em um dia sem nada pra fazer, ou realmente foi um dia especial na vida dela e fiquei verdadeiramente feliz por isso, não a invejando por estar mais alegre que eu, ou algo do tipo. 

Muita coisa que colocamos culpa nos outros, o real problema está em nós mesmos e só de mudar a perspectiva encontramos um mundo totalmente novo, muito mais feliz com seus momentos tristes, claro, mas tudo pode se resolver e não é com uma foto que você vai mudar as coisas. Sua visão de vida muda o sentido da sua foto, mas sua foto não muda o sentido da sua vida.

Curta nossa Page no Facebook  ❤  Siga-nos no Instagram  ❤  Inscreva-se na Tv Portão Azul

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo